Mini Beat Power Rockers

Estreou ontem no Discovery Kids a nova série “Mini Beat Power Rockers“, que conta as aventuras de quatro bebês, Fuz, Wat, Myo e Carlos, que sonham ser a maior banda da história e passam os dias no berçário fazendo música, enquanto os pais trabalham. Mas Dolores, a babá, prefere o silêncio e as redes sociais. Imaginem a confusão!

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

Eu, a Sam e nossas fofuras, estivemos conferindo os três primeiros episódios no sábado, numa pré-estreia muito divertida!

Nem bem começou a sessão e eu já vi que aquele ambiente é cara da minha casa e da minha família, aqui vivemos cercados de instrumentos e de música.

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/07/emia-esta-com-inscricoes-abertas.html

 

Em um dos episódios, a série me lembrou de uma outra, também do Discovery Kids, “Jack e o Show de Música”, que passava quando Luiza era bem pequenina (uma pena não passar mais nem existir pra comprar, baixar, ou coisa assim). Num dos episódios eles cantavam uma musiquinha assim: “eu mesmo invento, o meu instrumento”, endossando a ideia de que há música em tudo, pode-se fazer música com qualquer coisa! A nova série também traz um pouco disso.

Mas o que me chamou a atenção mesmo foi a interação babá-bebês e o quanto eles, os pequenos, são repletos de recursos e criatividade para driblar os mais diversos obstáculos e, ao mesmo tempo, conseguem ser generosos e super parceiros.

Logo no primeiro episódio, Dolores coloca a bebezada pra dormir, cada um em seu bercinho e segue para sua conexão com o mundo das redes sociais. Como tudo pode virar música, rapidamente os bebês entediados e sem sono transgridem a rotina imposta para fazer algo bem mais interessante. E Dolores percebe e sai à caça, instrumentalizando-se feito um “Rambo”, armada quase até os dentes de, pasmem, chupetas!

Para mim esta cena retrata o dia a dia da interação do mundo adulto com o mundo dos bebês. Em maior ou menor medida, faz parte da prática do adulto tentar cuidar para que o bebê nunca chore, buscando recursos diante de qualquer manifestação de descontentamento,  mesmo  sem ter certeza de que há mesmo algum problema (às vezes o bebê só quer companhia, como qualquer pessoa).

Ainda assim achei a série colorida, divertida e gostei muito de ver  como os bebês se desdobram para não se enquadrar em uma rotina que não os contempla em sua energia criativa, dando mesmo nó na Dolores. Mais ou menos assim: ela pode até tentar enquadrar os bebês numa rotina que favorece mais as necessidades dela do que a deles, mas eles não se sujeitam a isso não.

A parte fofa é, que mesmo com toda tentativa da babá em calar os bebês, eles não são inimigos dela, não. Pelo contrário, eles demonstram, em mais de um episódio, uma cumplicidade em salvá-la dela mesma. E um afeto, quando eles tem a chance de estar com outra pessoa cuidando deles. De alguma forma, mesmo com interesses, características pessoais e desejos diferentes, eles se entendem e se complementam.

Será que eu viajei demais? Assiste lá e depois me conta o que achou!

Leia também:

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/04/pequeno-cidadao-embalando-boa-musica.html

http://www.maecomfilhos.blog.br/2016/07/beatles-para-criancas.html

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/06/youtube-kids-react.html

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s