Quando os momentos felizes (só) envolvem consumo

Minha amiga Luciana Kotaka é autora de livros sobre Comportamento Magro e atua como psicóloga na área de reeducação alimentar há anos.

Há pelo menos uma década eu acompanho sua atuação e também tenho a oportunidade de conversar com ela, entendendo como as raízes da fome emocional são profundas.

Essa imagem me lembrou outra cena que quando vejo me entristece: famílias que reservam TODOS os momentos felizes juntos para viver em algum centro de consumo (shopping center, no geral) e em casa se isolam.

No geral, são exatamente as famílias que optam por período integral na escola dos filhos e infinitos cursos extracurriculares, impondo também uma “excelência” baseada na aprovação externa que nunca chega, pois sempre haverá uma nova “medalhinha” para ganhar, algo faltando para completar o quadrado social perfeito.

Se essas palavras, as minhas ou as da Lu, te incomodaram, aproveite e repense! Sempre dá tempo de ressignificar seu tempo junto com quem você ama e pode ser que com pequenos ajustes vocês descubram que bom mesmo é ter uns aos outros!

💕

Um comentário

  1. Quando entendi o conceito de comida com afeto e memória afetiva comecei a levantar a bola de qual comida os pais dão em momentos especiais, quando filho está doente e precisa de um carinho extra etc Eu até hoje quando aperta muito a saudade do meu pai faço o pão torrado com azeite e sal e queijo derretido que ele fazia para nós (e pão não faz parte da minha dieta mais). Muito importante que a memória afetiva envolvendo a comida seja saudável tb.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s