Um peixe subindo em árvores

Gillian é uma menina de sete anos e não consegue ficar comportada na escola.

Levanta-se continuamente, distrai-se, voa com os pensamentos e não segue as lições. Seus professores se preocupam, a castigam, reclamam, recompensam as poucas vezes que está atenta, mas que nada, Gillian não sabe sentar e não consegue se manter atenta.

Quando chega em casa, a mamãe também a castiga, pois acha que não pode se omitir diante do comportamento da menina. Então a menina não só tem notas ruins e reprimendas na escola, mas também os leva em casa, como se não fosse já um castigo e uma humilhação os maus-tratos e os gritos diante de todos os colegas.

Um dia a mãe de Gillian é chamada na escola.

A mãe, triste como quem espera más notícias, pega a menina da mão e vai para a escola, na sala de entrevistas. Os professores falam de doença, de um transtorno evidente da menina. Ainda não há hiperatividade, mas talvez alguém desse um medicamento para a pequena Gillian. Durante a entrevista chega um velho professor que conhece a menina e a sua história. Pede a todos os adultos, mãe e colegas, que o sigam a uma sala contígua de onde ainda se pode ver a menina. Ao sair diz à menina que tenha um pouco de paciência que voltarão em seguida e liga uma música de fundo no rádio. Como a menina se encontra sozinha no local, imediatamente se levanta e começa a se movimentar para cima e abaixo perseguindo com os pés e o coração a música no ar.

O velho professor sorri e enquanto os colegas e a mãe olham para ele entre o confuso e o compassivo, como muitas vezes os velhos fazem, ele grita:

“Gillian não está doente, Gillian é dançarina!”

Recomenda à mãe que a leve para uma aula de dança e para os seus colegas (professores mais jovens) que a façam dançar de vez em quando.

A menina segue para sua primeira aula e quando volta para casa diz:

💃🏻” todos são como eu, lá ninguém pode se sentar!”

Em 1981, depois de uma bela carreira como bailarina, depois de abrir a sua própria academia de dança, depois de receber reconhecimentos internacionais pela sua arte Gillian Lynne foi a coreógrafa do musical Cats.

A história dela pode ser vista neste breve vídeo:

Um beijo a todas as crianças, desejando que encontrem no seu caminho para os adultos capazes de acolhê-los pelo que são e não pelo que lhes falta.

💕

“Todos nós somos gênios, mas se você julga um peixe pela sua habilidade para trepar árvores, viverá toda a sua vida pensando que é um inútil.”

Albert Einstein

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s