Pais devem ficar atentos ao peso levado na mochila

A volta às aulas traz a eterna dúvida: quando o peso das mochilas deixam de ser algo incômodo e se tornam um problema de saúde?

Faça um teste:

“É preciso atenção com esse tema, pois junto à possibilidade de adquirir problemas crônicos de coluna no futuro, a criança ainda corre o risco de se desequilibrar, cair de uma escada e se machucar seriamente”, alertam Alexandre Penna Torini e Carlos Eduardo Barsotti, ortopedistas da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo .

Além de dores e má postura, a sobrecarga carregada nas costas pode trazer graves complicações. “A coluna tem curvas fisiológicas e o excesso de peso da mochila pode provocar a intensificação dessas curvas, gerar deformidades como a escoliose e o dorso curvo e trazer desgastes”, explicam.

Guia da Mochila

Por que o excesso de peso das mochilas escolares trazem problemas para a saúde?

Além de sobrecarregar a coluna, transportar uma mochila pesada, pode trazer o aparecimento de deformidades vertebrais, como a hipercifose – a famosa corcunda – e a escoliose, além disso, podem ocorrer desgastes articulares e até mesmo hérnias de discos no futuro, principalmente se a criança tem uma pré-disposição para que isso ocorra.

Quais os formatos de mochilas mais recomendados para serem usados?

O tipo mais inadequado de mochila são os com alça única, porque a carga se distribui de maneira uniforme na coluna. O ideal é usar mochilas com duas alças para dividir o peso de maneira simétrica pelos ombros, permitindo que a criança tenha um equilíbrio entre os dois lados. Se optar por usar mochila de rodinha é importante que ela tenha alças, caso a criança precise subir escadas.

Há um peso limite que a criança possa carregar?

As crianças não devem levar pesos superiores 20% de sua massa corpórea, então, se ela tem 30 quilos, por exemplo, deve levar uma mochila que tenha de cinco a seis quilos, no máximo. Exceder esse limite já é um grande problema e isso vale tanto para a mochila usada nas costas quanto o modelo com rodinhas que não tiver alça.

Quais as dicas você dá para os pais na hora de organizar a mochila das crianças?

Os pais devem reduzir a carga não deixando que a criança leve objetos desnecessários. A mochila deve ter alças simétricas que devem ser acomodadas próximas à região do pescoço. E o principal, orientar as crianças a ter uma postura adequada e conscientizar de que mochicas pesadas são inimigas da coluna.

 

P.S. Aqui em casa: a pequena ingressou no Fundamental 1 e finalmente ganhou a mochila de rodinhas! Mas… como a escola coloca os menores no primeiro andar e o material escolar fica na sala (oba), voltamos para a mochila (super confortável, do tamanho certo) sem rodinhas e deixamos a de rodinhas para viajar! Os grandões (agora os dois já universitários) estão com mochilas de boa qualidade e adequadas ao porte de cada um, escolhidas a dedo. Ah, e os meninos têm armários na faculdade, então não precisam trazer e levar tudo diariamente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s