Saúde bucal na gravidez

Em duas gravidezes eu tive que fazer tratamento odontológico, acreditam? Pois é!

Na segunda gravidez, não sabia o quanto as questões da saúde bucal da mãe poderiam fazer mal ao bebê e quando soube, resolvi tratar duas questões, encarando tudo SEM analgesia! (ufa!) Na terceira, que vivi dez anos depois, meu filho fez uma traquinagem e escondeu um grão de milho no meio de uma massa de bolo para ver se estourava ao aquecer no forno. Não estourou e a mamãe grávida foi a sorteada para morder o grão e quebrar uma obturação de infância! Tive que ajeitar às pressas, mesmo grávida…

Durante a gestação, alterações hormonais e demais mudanças no organismo feminino podem provocar problemas bucais como desgaste do esmalte dos dentes e inflamações na gengiva. Para evitar o desenvolvimento dessas disfunções, o ortodontista Fábio Bibancoselenca cinco dicas especiais de saúde bucal para gestantes:

Incômodos gástricos

Durante a gravidez, é comum surgirem alguns incômodos gástricos leves, como refluxo, azia e ânsia de vômito. Nessas situações, o conteúdo do estômago volta para a boca e deixa o pH da região mais ácido, afetando os dentes. Após a regurgitação, faça um bochecho com água acompanhado de uma boa escovação.

Gengivas inflamadas

“O excesso de progesterona que pode ocorrer durante a gestação contribui para o surgimento da gengivite, cujos sinais mais comuns são: gengiva inflamada e sangramento ao escovar os dentes ou ao passar o fio dental. Essas inflamações gengivais quando não acompanhadas e tratadas no início podem acarretar no aumento de prostaglandina que provoca contrações e antecipa o parto”, explica. Para evitar o problema, os Flossers e Soft-Picks também são bons aliados porque eliminam resíduos de alimentos e bactérias na região da gengiva de modo prático e rápido, além de serem fáceis de levar na bolsa.

Realizar consultas preventivas ao dentista 

Se o dentista acompanha o quadro de saúde a cada 6 meses do paciente, fica mais fácil e seguro planejar procedimentos com o menor risco possível para a gestante. Dessa forma, o dentista pode atuar na prevenção de doenças e orientar a gestante com base no histórico da paciente.

“A manutenção da higiene bucal diária, com escovação e limpeza interdental também é essencial para prevenir problemas bucais na gestação”, indica Bibancos. Para tornar a higiene bucal mais prática para as gestantes há opções dos Flossers, fio dental com haste, e os Soft-Picks, palitos interdentais siliconados, alternativas ao fio dental tradicional, que promovem uma boa limpeza interdental.

Tratamento estéticos e ortodônticos – por enquanto não!

Iniciar um tratamento ortodôntico, realizar um clareamento dental: esse tipo de procedimento pode esperar os nove meses.

Sentiu dor de dente?

As gestantes devem evitar alguns procedimentos e exames como o raio-x, canal e extração dentária. “Em casos de emergência, seu dentista vai avaliar o quanto é necessário realizar determinado procedimento, pensando sempre na qualidade de vida da mamãe e do bebê e se programar para realizar o procedimento sempre com segurança para todos”.

Saiba mais nos vídeos:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s