Geometria para crianças

Reconhecer e distinguir formas geométricas são aprendizados imprescindíveis para as crianças e o tema fez parte das atividades da pequena nesta “quarentena” (que já dura 127 dias fora da escola).

A gente ensina para os pequenos os nomes das figuras geométricas simples e, graças aos chamados brinquedos educativos, não faltam triângulos, quadrados e círculos, inclusive “nomeados” em brinquedos com som!

Mas o aprendizado da Geometria inclui muito mais que identificar e nomear figuras, envolve, segundo especialistas em educação, “conhecer as propriedades que diferenciam as formas geométricas umas das outras“.

Como nossa semana de aulas em casa iniciou com uma atividade repetida (o Governo de SP jogou a toalha e entregou na semana passada TODO o material didático do ano letivo, o que causou um leve desencontro do roteiro sugerido pela professora), resolvi aproveitar o interesse espontâneo e imenso da pequena #aos7 por Matemática para ampliar os estudos de Geometria.

Começamos com uma brincadeira simples montando figuras com o que tínhamos à mão.

Parti deste pressuposto:

Para que as crianças dominem esse conteúdo, o mais indicado é propor a solução de problemas que desafiem os conhecimentos iniciais delas. A garotada deve ser levada a explorar, identificar e sistematizar algumas dessas propriedades. Propostas que mesclem a reprodução de figuras e o reconhecimento e a diferenciação de corpos geométricos podem ser bons pontos de partida para o trabalho nos anos iniciais.

Segundo a publicação La Enseñanza de la Geometria en la Escuela – Geometria en el Primer Ciclo (O Ensino da Geometria na Escola – Geometria no Primeiro Ciclo, sem tradução para o português), produzida pelas pesquisadoras argentinas Silvia Altman, Claudia Comparatore e Liliana Kurzrok, essas atividades ajudam os estudantes a adquirir o domínio sobre a linguagem matemática – face, diagonal etc. Assim, eles incorporam o vocabulário específico em contexto de uso e conhecem as características das formas.

Então fizemos uma brincadeira de detetive pela casa com um bloco na mão para detectar objetos domésticos em variadas formas, listando-os em quantidades. Com isso, além da identificação das formas, trabalhamos listas com quantidades.

Para não ficar chato, depois da lista, recortamos fotos de objetos (detergente, sabão, papel higiênico, caixa de cereal, etc) de folhetos de ofertas de supermercado e colamos no caderno, abaixo da nossa lista. Como não temos mais o hábito de comprar revistas impressas há anos, quando precisamos recortar recorremos a eles!

🙂

É fundamental valorizar a interação entre as crianças e não dar respostas prontas – mas comentar o resultado das produções no fim do trabalho é essencial.

“A troca de informações entre os alunos faz com que aceitem a opinião dos outros ou duvidem do que dizem. Além disso, a situação requer o emprego da linguagem adequada. Descrever uma figura exige se apoiar em elementos da linguagem matemática”, diz Priscila Monteiro, consultora pedagógica da Fundação Victor Civita (FVC).

Catalogar e classificar os objetos encontrados foi uma atividade ela, eu fui a “Watson” da “Sherlock”! Dei uns palpites e, ao final, opinei, completando o aprendizado.


recursos educacionais para 1a serie geometria com esquadrão bizzarroMesclar a matemática com uma investigação tem um motivo: a pequena gosta muito da série Esquadrão Bizzaro! Nesta série (gravada em 2014), agentes secretos pré-adolescentes que lidam com casos nada difíceis e ao mesmo tempo fascinante para as crianças. Os personagens principais, nas duas temporadas, são duas duplas de agentes Olivia, Otto, Otis e Olimpya. Todos os nomes começam com a letra O, porque é a mesma letra da palavra Odd, que significa bizarro em inglês.

Todos os casos são resolvidos com contas de matemática, geométrica ou raciocínio lógico. Sem as crianças perceberem, estão aprendendo um pouco mais. No final de cada capítulo, os agentes explicam como conseguiram resolver aquele caso e todo o seu raciocínio.

No Brasil, a série ainda é transmitida pelo Gloob e pela Netflix. Nós não assistimos Gloob por questões de fé (é um dos canais com mais programas infantis ligados à magia e etc), mas a pequena conhece o programa da Netflix.

Quer outras mídias para incrementar esta brincadeira com geometria?

Neste site tem um jogo bem legal (com tempo, o que torna mais emocionante) sobre geometria.

Também vimos esses vídeos do canal/app Smile and Learn e fizemos lista e desenho de descobertas:

P.S. Aprendi, há muitos anos, a buscar planos de aula como este porque nosso filho mais velho teve diagnóstico de Altas Habilidades/Superdotação e nos primeiros anos depois do diagnóstico eu mesma criava atividades para mantê-lo interessado no aprendizado da escola, ampliando os conteúdos da escola em casa, depois da aula. Na época, eu assinei a revista Nova Escola e foi muito valioso para mim. Ah, eu assinava também a revista Ciência hoje para crianças e foi ótimo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s