A importância do movimento de pinça para a escrita

Férias, a gente quer deixar a criança brincar e ao mesmo tempo gostaria que as brincadeiras tivessem um sentido, né?

Infelizmente nossa geração de pais sofreu uma lavagem cerebral de que tudo tem que ter uma “função pedagógica” e muitas brincadeiras simples de infância se perdem. É uma pena porque justamente as brincadeiras mais simples são as que preparam para atividades futuras e garantiriam o “sucesso” que tanta gente quer garantir para os filhos.

Um exemplo é brincar de massinha, atividade que desenvolve a criança de forma global.

Várias brincadeiras, como rasgar papel, enrolar bolinhas de papel, transportar materiais, desenhar, pintar ou mesmo o arremesso de bolinhas de jornal ajudam a desenvolver o movimento de pinça nas crianças, e tanto os educadores como os pais podem oferecer ferramentas que trabalhem com essa atividade, como argila e massinhas de modelar.

Toda e qualquer massinha vale? Na reunião desta semana, de avaliação do semestre letivo, a professora da minha filha na EMEI disse que sim, pois a massinha é uma das atitudes que ajuda a fortalecer a musculatura.

Hands, Kids, movimento de pinça, aprender a escrever, coordenação motora fina, massinha, brincadeiras para aprender a escrever

Hã? Como assim? Musculatura?

O pessoal do NeuroSaber explica:

O desenvolvimento motor humano passa por diversas etapas ao longo da vida de acordo com a fase em que o indivíduo se encontra e essas etapas são de extrema importância para a aquisição de determinadas habilidades que serão utilizadas para toda a vida.

Esse é justamente o caso do movimento de pinça e como ele é importante para a realização de tarefas cotidianas, como a escrita, por exemplo.

Para que a criança consiga ter uma comunicação escrita legível é preciso atender a todos os aspectos que envolvem o seu crescimento, isso é, toda a conquista do esquema corporal que engloba o equilíbrio estático e dinâmico, movimentos amplos, alongamentos e o movimento de pinça bem como o treinamento da musculatura dos membros superiores.Sendo assim, para escrever e comunicar-se através desse meio, a criança precisa estar com o movimento de pinça muito bem treinado, definido e desenvolvido.

Explica melhor, Sam, por favor…

É simples:

Reforçando a musculatura dos dedinhos, a criança conseguirá segurar o lápis corretamente, apoiar o braço de maneira adequada na mesa tendo o suporte necessário prevenindo dores decorrentes da má postura.

(Sim, o corpo precisa estar em condições para permitir que o aprendizado ocorra)

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/10/exercicios-de-core-para-adolescentes.html

As mãos da criança são uma importante ferramenta para o aprendizado. Com as mãos, ela controla o mundo à sua volta, constrói e cria tudo que imagina, e também se expressa – primeiro com gestos, depois com rabiscos e, por último, com a palavra escrita.

Gostei demais desta explicação:

As mãozinhas das crianças começam com uma pegada simples, reflexa, que utiliza toda a mão. Com o tempo, os reflexos iniciais se integram, e o movimento de pinça desabrocha, permitindo à criança utilizar o dedo indicador juntamente com o polegar. A cada dia, você irá perceber mais e mais movimentos deliberados das mãos e dos dedos. Mas isso não é uma habilidade motora fina – ainda não.

O controle muscular e a coordenação da criança se desenvolvem de forma natural, ordenada – de cima para baixo e de dentro para fora –, começando na cabeça e avançando em direção aos dedos dos pés, e do tronco para os membros superiores (braços) e inferiores (pernas). Essa ordem de prioridade, estabelecida pelo cérebro, garante que os músculos maiores, necessários para a coordenação e locomoção (mover-se do ponto A ao ponto B), estejam bem organizados e no controle, antes de comandar os mais de 60 músculos combinados das mãos (para não falar da enorme quantidade de ossos, centenas de ligamentos e tendões etc. etc.).

Então quer ajudar seu pequeno a escrever bem? Já pro parquinho! Quer avaliar se uma escola de educação infantil é boa?  Preste atenção na área de brincadeiras e no tempo que dizem que dedicam a isso no cotidiano.

Foi considerando estes pontos que eu tirei minha filha caçula da escola particular que ela frequentou no Maternal e optei por uma EMEI (escola municipal de educação infantil) porque considerei que brincar era mais importante nesta fase e a escola particular não oferecia esta habilidade como uma prioridade.

(Brincar ou ter aulas? O que é mais importante na educação infantil?)

http://www.maecomfilhos.blog.br/2017/05/bases-da-educacao-infantil.html

Quer ajudar seu filho a “ir bem” na escola? Invista em movimentos nesta fase.

  • Escalar, pendurar-se, balançar-se, bem como quaisquer outras atividades que fortalecem a parte superior do corpo e os músculos estabilizadores, são de fundamental importância como precursores das habilidades motoras finas.
  • Atividades que envolvem movimentos de torcer, girar, pendurar e balançar ajudam no desenvolvimento da flexibilidade e agilidade necessárias para a rotação dos ombros, cotovelos, punhos e dedos.
  • Empurrar, puxar e levantar o peso do próprio corpo aumentam a força física ao mesmo tempo em que auxiliam no desenvolvimento de uma compreensão intuitiva de conceitos elementares da física, como peso, pressão e resistência.
  • E, quando seu filho voltar da brincadeiras nas barras, “fazer bagunça” com brincadeiras sensoriais ajuda a fortalecer os músculos das mãos e auxilia na destreza. Brincar com massinhas de modelar, areia e água, barro (sim, barro!), massinha de pão e biscoito, e qualquer outra coisa que estimule o tato, proporciona uma ótima experiência sensorial para o cérebro e para as mãos, o que um dia poderá resultar em uma letra mais bonita!

https://www.instagram.com/p/Bc0uepJAckL/?taken-by=samegui

 

Quando o assunto é preparar-se para o aprendizado da escrita, pense em brincar!

Habilidades motoras finas são o controle motor de alta precisão necessário para integrar o funcionamento dos cinco dedos, possibilitando a execução de atividades detalhadas que exigem movimentos minuciosos, quase imperceptíveis, como a utilização de um lápis para escrever o nome.

Escrever o próprio nome não depende só do punho, por assim dizer. Na verdade, esse simples ato envolve o corpo inteiro.

picjumbo_com / Pixabay

Veja o que precisamos conciliar fisicamente para escrever:

  1.  A parte superior do corpo deve estar fortalecida o bastante para manter a posição de pé ou sentada.
  2.  Os músculos dos ombros devem estar fortalecidos o bastante para controlar o peso do braço, e flexíveis o bastante para girar livremente a fim de posicionar o braço para escrever.
  3.  O braço deve suportar o peso do antebraço e da mão, possibilitando que a mão deslize sobre a página.
  4.  O antebraço deve fornecer um ponto de apoio firme para que o punho possa girar.
  5.  O punho deve manter a mão firme e girar para a posição adequada.
  6.  Os dedos devem se dobrar em torno do lápis, que se mantém no lugar graças ao polegar.
  7.  Juntos, os cinco dedos fazem sobre o papel uma dança de alta precisão: a) posicionando o lápis no ângulo exato sobre o papel, b) pressionando e mantendo o nível correto de pressão a fim de deixar a marca do lápis, e c) coordenando os movimentos de subida, descida, para a esquerda e para a direita sobre a página.

Se algum dos músculos nessa cadeia deixar de funcionar, escrever o próprio nome poderá se tornar uma tarefa muito difícil.

O que nos traz de volta às barras do parquinho de diversões… e as boas férias! 

 

Não tem este olhar pedagógico, mas no #postnoblog eu falei sobre uma massinha que está super na moda, mas é controversa, o #slime:

http://www.maecomfilhos.blog.br/2018/07/slime.html

 

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s